Sem citar CPMF, Guedes volta a defender imposto sobre transações