Pela primeira vez, Brasil não condena embargo a Cuba