Decisão sobre prisão em 2ª instância afeta número reduzido de presos, diz advogado criminalista